{Maria Heloína Ferreira Mendes}

Artesã de Crochê do grupo de Curral Grande – CE

Nascimento: 17/10/1951

Região: Curral Grande – São Gonçalo do Amarante / CE, Brasil

Grupo: ArtFio

Tipologia: Crochê


{Região São Gonçalo do Amarante}

Estado do Ceará | Brasil

Nº de Habitantes: 49.306 pessoas

Bioma: A vegetação predominante é Caatinga.

Trabalho e rendimento: Segundo o IBGE, em 2020, o salário médio mensal era de 3.5 salários mínimos. A proporção de pessoas ocupadas em relação à população total era de 27.2%. Considerando domicílios com rendimentos mensais de até meio salário mínimo por pessoa, tinha 49% da população nessas condições, o que o colocava na posição 157 de 184 dentre as cidades do estado e na posição 1574 de 5570 dentre as cidades do Brasil.

População ocupada: 27,2%

Percentual da população com rendimento mensal de até 1/2 salário mínimo: 49%

Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM): 0,665

Território e Ambiente: Apresenta 26.3% de domicílios com esgotamento sanitário adequado, 54.6% de domicílios urbanos em vias públicas com arborização e 1.1% de domicílios urbanos em vias públicas com urbanização adequada (presença de bueiro, calçada, pavimentação e meio-fio).

 

+ Sobre a região:

São Gonçalo do Amarante é um município do estado do Ceará que pertence à região metropolitana de Fortaleza. Anteriormente denominado Anacetaba (que se traduz como Aldeia dos Anacés, povo indígena que habita o município), está localizado a 59 km de Fortaleza.

Abriga um dos maiores portos do Brasil, o Porto do Pecém, situado no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, e é constituído de 7 distritos mais a Sede: Pecém, Taíba, Siupé, Umarituba, Croatá, Cágado e Serrote.

É em Serrote que fica a comunidade de Curral Grande, com um pouco mais de 600 habitantes. O povoado nasceu pelo monocultivo da cana de açúcar e beneficiamento da usina açucareira. Após o fechamento da usina, muitos ficaram desempregados e foram buscar emprego em São Gonçalo.

O artesanato trouxe possibilidade de uma renda extra para as mulheres.

 

+ Sobre o grupo de artesãs de Curral Grande:

O grupo Artfio foi formado em 2001 e formalizado em 2004 e desde então participa de diversos eventos e feiras do setor apresentando e comercializando os produtos confeccionados pelas mais de 50 associadas. Ao longo dos anos tiveram apoio da Ceart, Sebrae e Agroamigo, e fazem parte da Rede Artesol. E desde 2012, contam com o apoio e o incentivo da artista Marisa Monte.

Mas foi lá atrás pelas mãos de Dona Raimunda, que aprendeu com sua mãe Dona Antônia, que a arte da crochetaria nasceu. D. Raimunda ensinou até os 100 anos a técnica para as mais novas, e o crochê tornou-se uma importante fonte de renda para as mulheres da comunidade.

Na Artfio as artesãs utilizam barbantes de algodão colorido em suas criações, o que torna o estilo inconfundível, por conta da espessura e do material de linha usado.

{+ sobre o projeto Travessias Artesanais}

Movidas pelo compromisso de nutrir e valorizar os saberes artesanais do nosso lugar, a Catarina Mina se uniu ao SEBRAE-CE para fortalecer essa rede com o projeto Travessias Artesanais. Ao longo do ano, vamos acompanhar grupos de artesãs de 6 diferentes cidades: o labirinto do Aracati, a renda de bilro do Trairí, o filé de Jaguaribe, o crochê de Curral Grande, o trabalho em fibra de croá de Tianguá e o artesanato em palha de carnaúba em Sobral. O objetivo do projeto é ampliar o alcance sobre as potências criativas do Ceará e propor novos olhares para esses fazeres, junto de designers convidados para desenvolverem coleções de produtos com os grupos. É só o começo de um projeto que deseja mapear, se aprofundar no artesanato, nas mulheres artesãs do nosso Ceará.

Saiba mais aqui

{+ sobre o projeto #umaconversasincera}

Se a base do nosso trabalho é a conversa, ela não pode acontecer só da porta pra dentro. Nosso projeto aposta na transparência e te convida a saber mais sobre as histórias que existem por trás de um produto acabado. 

#umaconversasincera é quando: você sabe quem faz sua bolsa, quem está por trás e no comecinho da criação do produto que chega até suas mãos. Nosso projeto é pioneiro no Brasil e vencedor de prêmios nacionais de sustentabilidade desde 2015.

{Nossos valores}

# Custos Abertos + Transparência
# Produto Artesanal
# Compre do pequeno
# Respeito na produção
# Economia afetiva
# Feito no Brasil
# Pensamento em rede
# Consumo consciente
# Eco-friendly
# Design atemporal
# Valorização da cultura local